Diretrizes - Saiba sobre nossa proposta pedagógica e o calendário 2019

Um Resumo de Nossa Proposta Pedagógica
 

O Educandário MIOSÓTIS fundamenta sua proposta pedagógica em 4 princípios gerais:

 

1. PARTICIPAÇÃO

A escola entende sua responsabilidade educacional em parceria com a família e a sociedade. Casa, Família e Escola – de mãos dadas por um mundo melhor!

 

Nesse sentido, as relação entre professores e alunos, coordenação e professores, coordenação e alunos, direção e coordenação, direção e professores, direção e alunos, escola e família etc são fundamentais para êxito do trabalho. A palavra chave nesse processo é “diálogo”. Embora reconheçamos as limitações de tempo de cada um, é imprescindível um esforço extra no sentido de tentarmos nos reunir o maior número de vezes possível, com o objetivo de estreitarmos laços profissionais, conhecermos melhor uns aos outros e o trabalho desenvolvido por cada um e, mais importante, afinarmos nossa prática pedagógico, com objetivo de contribuirmos para a excelência da educação de nossos alunos/filhos.

 

2. INCLUSÃO
O educandário reconhece sua tarefa educacional e, portanto, reconhece-se como um espaço de inclusão. Há diferentes pessoas, com diferentes aptidões e características diversas. Por isso, faz-se necessária uma educação que contemple todos, não apenas os que caibam num determinado modelo.

 

Educação para todos, eis o lema de uma escola inclusiva. A atitude inclusiva em educação não se traduz – e jamais pode ser confundida – com baixa nos padrões acadêmicos e nas exigências docentes no que tange ao desempenho dos alunos. Em outras palavras, incluir os que apresentam outro ritmo de aprendizado, não significa excluir os que caminham ‘normalmente’. Incluir significa manter o nível de modo que haja crescimento de todos e criar alternativas para os que aprendem noutro ritmo poderem aprender e construir seu capital intelectual compatível com as exigências do mundo contemporâneo, que admira a diversidade, embora nem sempre seja sensível ao impacto que a mesma proporcione.

 

3. RELEVÂNCIA
Destacamos em nossa proposta pedagógica que educação de qualidade não é sinônimo de maior número de “bons” resultados. Educação de qualidade é educação relevante – O QUE se ensina? PARA QUE se ensina? POR QUE se ensina? “Os fins e os meios são inter-dependentes!”

 

4. RECONHECIMENTO
Na tarefa de ensinar e de aprender é importante que as pessoas sejam reconhecidas e que suas conquistas sejam celebradas. O estímulo para o saber passa pelo sabor do reconhecimento.

 

Embora tenhamos à frente os concursos de todas as naturezas (dentre os quais o vestibular (principalmente o ENEM) é bem relevante para nossos alunos), acreditamos que uma educação de qualidade acadêmica relevante substitui o treinamento para provas. Alunos bem formados, que gostam e sabem como estudar, serão bem sucedidos.

Usamos o Sistema de Ensino Positivo. Conheça mais sobre ele.

 
O Regimento Escolar

O regimento escolar é um conjunto de regras que definem a organização administrativa, didática, pedagógica, disciplinar da instituição, estabelecendo normas que deverão ser seguidas para na sua elaboração, como, por exemplo, os direitos e deveres de todos que convivem no ambiente. Define os objetivos da escola, os níveis de ensino que oferece e como ela opera. Dividindo as responsabilidades e atribuições de cada pessoa, evitando assim, que o gestor concentre todas as ordens, todo o trabalho em suas mãos, determinando o que cada um deve fazer e como deve fazer.

 

O Regimento deve surgir da reflexão que a escola tem sobre si mesma, porém, deve estar de acordo com a legislação e a ordem que é aplicada no país, estado e município. Ele é um o documento administrativo e normativo de uma unidade escolar que, fundamentado na proposta pedagógica e coordena o funcionamento da escola, regulamentando ações entre os representantes do processo educativo. Ele deve ser baseado em um texto referencial e em princípios democráticos, adotados pela Secretaria de Estado da Educação que são a base para promover a discussão, a reflexão e a tomada de decisão pelos membros da escola, buscando respostas às questões referentes ao processo de ensino e aprendizagem.

 

Toda instituição deve possuir um conjunto de normas e regras que regulem a suas propostas explicitadas em um documento que deve está disponível para a consulta de toda a comunidade escolar.

 

O momento de construção do Regimento Escolar deve propiciar o aperfeiçoamento da qualidade da educação, estabelecendo a responsabilidade de cada um dos segmentos que compõem a instituição escolar como forma de garantir o cumprimento de direitos e deveres da comunidade escolar.

 

Ele deve estar de acordo com uma proposta de gestão democrática, assim ele possibilitará a qualidade do ensino, fortalecendo a autonomia pedagógica e valorizando a participação da comunidade escolar que está representada através dos órgãos colegiados, como, por exemplo, o Conselho Escolar e o grêmio estudantil. Outro objetivo do Regimento é o cumprimento das ações educativas estabelecidas no Projeto Político-Pedagógico da escola.

 

A escola deve ser percebida como um espaço que favorece a discussão dos conhecimentos históricos acumulados pela sociedade. É através dessa construção coletiva que teremos uma organização capaz de efetivar uma educação de qualidade, gratuita e para todos, além de formar cidadãos críticos capazes de transformar a sua realidade. Dessa forma, podemos conclui que o Regimento Escolar é essencial para uma instituição escolar que busca a qualidade do ensino numa perspectiva democrática.

 

Referências bibliográficas:
LIBÂNEO, José  Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político Pedagógico da Escola: uma construção possível. Campinas. Papirus, 1996.

 
O Calendário e a Rotina Escolar

Ano Letivo de 2019

 

Início das Aulas – 04/02/2019    |    Recesso Escolar de Meio de Ano – 13 a 28/07/2019    |    Início do 2º Semestre Letivo – 29/07/2019

 

O calendário escolar é de extrema importância, pois ele é um elemento constitutivo da organização do currículo escolar. É ele que mostra a quantidade de horas que os professores de cada matéria terão para usar em sala de aula, as avaliações, cursos, os feriados, as férias, períodos em que o ano se divide, os dias letivos, as atividades extracurriculares (como campeonatos interclasse, festa junina, entre outros) e as atividades pedagógicas (como trabalho coletivo na escola, conselho de classe e paradas pedagógicas).

 

O professor também necessita de tempo para conhecer melhor seus alunos, exercer sua formação continuada dentro do ambiente escolar, participar de cursos e palestras de formação continuada, preparar suas aulas, diários, avaliações, atividades didáticas e acompanhar e avaliar o projeto político-pedagógico em ação.

 

O estudante também precisa de tempo para, entre outras coisas, se organizar e criar seus espaços para além da sala de aula.

Além disso, essa organização do tempo escolar de cada escola deve levar em consideração a realidade, a região e a estrutura de cada instituição e dos alunos. Por exemplo, em regiões onde a maioria da população, o que engloba os alunos, trabalha na área rural, o calendário escolar deve levar em conta as épocas de safra e entressafra.

 

Essa organização do tempo escolar é normalmente feita no momento da elaboração do projeto-político-pedagógico (PPP) de cada escola.

As pessoas mais indicadas para a organização desse tempo escolar são os próprios professores, por conhecerem as necessidades e a realidade da sala de aula.

 

 
Bolsa de Estudos

O MIOSÓTIS, embora não seja uma instituição filantrópica, reconhece seu papel social e sabe do valor

que a Educação promove na vida das pessoas. Por essa razão, esforça-se, ano a ano, para conceder

Bolsas de Estudo (na modalidade de desconto na anuidade escolar) para viabilizar o acesso de

estudantes das mais variadas faixas socioeconômicas a um ensino de qualidade, seriedade e

pautado em valores éticos.

 

Conheça nossa Ficha Socioeconomica e, caso se interesse em ter seu caso analisado por nossa equipe

de direção e coordenação, envie-nos a mesma devidamente preenchida para o endereço postal da

escola, com as cópias dos documentos solicitados.

 

ATOS AUTORIZATIVOS
Escola tem que ser Escola Legal

Portaria SME n° 062/03 & Portaria SEE E/COIE.E n° 744/98 CNPJ: 32.558.538/0001-02

Alameda Eduardo Guinle, 265, Centro 28.625-130 – Nova Friburgo – RJ

TeleFax: (22) 2523 9449 www.miosotis.com.br miosotis.secretaria@gmail.com 

facebook.com/Educandário-Miosótis

  • if_facebook_circle_color_107175
  • if_instagram_circle_color_107172
  • if_youtube_circle_color_107167