top of page
  • Foto do escritorRicardo Lengruber

O DIFERENCIAL DO ENSINO MÉDIO NO MIOSÓTIS


 

Passar no vestibular sem ficar doente e sem perder a alegria da juventude é, mais que possível, o segredo de uma educação consistente, sustentável e criativa!

 



Um dos grandes desafios para os adolescentes que se preparam para concluir a educação básica é o “vestibular”. Não bastassem todas as dúvidas e angústias de escolher uma profissão num momento de vida em que tudo está em completa ebulição, a pressão sobre os jovens, para que tenham um determinado desempenho, se torna, muitas vezes, um fardo pesado demais para se carregar. Por essa razão, não raro, adolescentes apresentam problemas relacionados à ansiedade, pânico, depressão, distúrbios alimentares, sedentarismo e uma série de outras questões que impactam diretamente na sua saúde biológica, emocional e social. Além, é claro, da decepção decorrente dos eventuais “maus” resultados.

 

Uma das marcas do Miosótis é garantir que, em primeiro lugar, a qualidade da educação ministrada esteja à altura dos desafios acadêmicos e técnicos demandados pelos principais vestibulares e concursos nacionais (Enem, Uerj, Fuvest, carreiras e institutos militares etc.). Os melhores professores atuam sob uma coordenação pedagógica focada em garantir que as competências e habilidades preconizadas na legislação educacional brasileira sejam construídas de forma consistente e duradoura. Por isso, a relação entre a carga horária de cada componente do currículo, bem como o uso sistematizado do material didático correto e bem estruturado (mesclando recursos “analógicos” e “digitais”), faz com que o aproveitamento escolar seja alcançado de forma sustentável. 

 

Além disso, outra linha importante de ação é a formação de consciência sobre a pluralidade de áreas e carreiras que o mundo contemporâneo, imerso em novas tecnologias e linguagens, é capaz de oferecer. Reconhecer as competências individuais, descobrir o prazer na realização de determinadas atividades e processos e, por fim, associar trabalho e realização pessoal na escolha de uma área de estudos são objetivos muito bem definidos na consecução do Ensino Médio no Miosótis. Daí a prática de encontro com profissionais da área de psicologia e orientação vocacional, rodas de conversa com ex-alunos e suas experiências e, ainda, palestras com profissionais das mais diferentes áreas de atuação profissional.

 

O desafio, com tudo isso, é fazer com que essa rotina não se torne um peso impossível de ser carregado (muitas horas de estudo, falta de prazer no aprendizado, foco apenas no conteúdo, ausência da criticidade) e que, por fim, acabe por gerar desistência e frustração.

 

Sem perder de vista que é preciso o engajamento e a responsabilidade por parte dos estudantes, a rotina diária/semanal de estudos, no Miosótis, é construída com base nos seguintes fundamentos: a) desenvolvimento da disciplina de estudos; b) consciência sobre a necessidade do descanso e do lazer; c) interface criativa entre as múltiplas informações, saberes e meios disponíveis. 

 

A DISCIPLINA é fundamental no atingimento de objetivos. Traçar alvos, elaborar o planejamento e desenvolver o hábito para alcançá-los são passos indispensáveis; perceber que não é o excesso de horas de aulas e atividades que é necessariamente produtivo e, sim, um plano de estudos racionalmente elaborado; aprender a renunciar a determinados desejos em determinados momentos é fundamental também. 

 

A isso, entretanto, devem estar associados os momentos de LAZER E DESCANSO; criar o hábito de ler sobre outros assuntos, ver filmes e séries despretensiosamente, praticar esportes e games, participar de resenhas com os colegas, etc. 

 

E, não menos importante, desenvolver a percepção de que o saber não se circunscreve apenas aos estudos formais; também nas MÚLTIPLAS EXPERIÊNCIAS da vida estão presentes elementos que podem ser divisores importantes na jornada de formação pessoal; temas relevantes da atualidade, notícias, pontos de vistas diferentes, raciocínios inusitados, experiências plurais e a capacidade de lidar com a diversidade são os elos que podem unir a formalidade da rotina de estudos com o hábito do lazer cultural e, com isso, formular criatividade e muita satisfação pessoal.

 

O tripé estudo-descanso-criatividade é a chave do sucesso para que os estudantes concluam com êxito o Ensino Médio. Para que visualizem as carreiras que pretendem seguir no Ensino Superior e, para isso, sejam capazes de construir estratégias com vistas a sua aprovação.

 

É possível, sim, passar no vestibular sem ficar doente e sem perder a alegria da juventude. Mais do que isso: o segredo do sucesso no vestibular (e na vida) é a combinação entre uma educação 

 

a)  consistente (atenta aos conteúdos cobrados nos vestibulares);

 

b)  sustentável (que se prolongue para além da sala de aula e desperte o desejo de viver uma vida de contínuo aprendizado); e

 

c)  criativa (aquela dimensão que nos torna únicos e insubstituíveis – desejando “aprender a aprender” permanentemente)!

 

Engana-se quem pensa que uma dose elevada de horas de estudo apenas de conteúdo é a fórmula do sucesso. Ao contrário: o excesso tende a levar à sobrecarga, que gera exaustão e acaba por desaguar em desistência e frustração. Quem nunca se sentiu incapaz diante de tantas exigências? 

 

No Miosótis, nossos mais de 30 anos de experiência e de excelentes resultados nos dão a segurança de que uma Educação de qualidade deve estar para além das fórmulas tradicionais de ensino. Repetindo: estudo-descanso-criatividade!

 

SER FELIZ E PASSAR NO VESTIBULAR: É POSSÍVEL!

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Pai

bottom of page
ícone whatsapp